segunda-feira, 16 de junho de 2014

Coca-Cola ‘VERDE’, a polêmica!

Foto: Divulgação/Coca-Cola
A Coca-Cola lançou uma nova bebida com menos calorias, 89kcal, contra as 138kcal, em média, em 330 ml da versão original. Não é diet, nem light, é life, uma mistura de açúcar com extrato de folhas de stévia, uma planta originária da América do Sul . O produto já foi lançado na Argentina, no Chile, e em setembro passará a ser vendido no Reino Unido, mas não chegará ao Brasil.
O lançamento no Reino Unido é parte do comprometimento da Coca-Cola com a campanha do governo de combate à obesidade, em que a marca prometeu reduzir em 5% a quantidade de calorias de seus produtos em 2014. Entretanto, críticos dizem que a bebida ainda tem mais de quatro colheres de chá de açúcar, um quarto da recomendação diária para uma criança.
O Dr. Aseem Malhotra, diretor científico da Action on Sugar, e a The Children’s Food Campaign dizem que a Coca-Cola somente visa o lucro e está enganando os consumidores, sem interesse na saúde pública.
Em sua defesa, a marca afirma que mais de 40% de suas vendas no Reino Unido são de produtos sem calorias, como a Coca-Cola Zero e a Diet Coke. Desde a Coca-Cola Zero, de 2006, é a primeira versão de baixa caloria da marca lançada no Reino Unido. Uma lata de Coca-Cola Life contém 89 calorias, contra as 139 calorias da versão tradicional.
No Brasil, a nova bebida foi barrada, pois possui uma composição fora da regulamentação do Ministério da Agricultura para refrigerantes.
Por aqui, o Ministério da Agricultura tem um decreto (6871/2009) que rege a padronização, a classificação, o registro, a inspeção e a fiscalização da produção e do comércio de bebidas. Este decreto proíbe a associação de açúcar e edulcorantes em bebidas não alcoólicas, com exceção de preparados sólidos para sucos.