domingo, 2 de março de 2014

Depois do Julgamento de Paris, Spurrier vem ao Brasil para conduzir o Julgamento de São Paulo

 
O britânico Steven Spurrier aceitou o convite do Instituto Brasileiro do Vinho, Ibravin, para conduzir uma degustação às cegas, onde estarão espumantes de diversas regiões do mundo, inclusive brasileiros.
Os vinhos serão avaliados por cem experts no assunto, no dia 25 de abril, em São Paulo, logo após a Expovinis.
A degustação já está sendo chamada de Julgamento de São Paulo, em referência ao Julgamento de Paris, degustação que colocou os vinhos californianos no cenário mundial. Na prova às cegas, idealizada e conduzida por Steven Spurrier, em 1976 (quando ainda era um mero proprietário de loja de vinhos), brancos e tintos da Califórnia enfrentaram grandes Bordeaux e Borgonhas e, em alguns casos, foram avaliados como superiores. Esta história se tornou um livro de sucesso e virou filme.
Os vinhos espumantes brasileiros já participaram de vários concursos internacionais e obtiveram grande destaque. Acreditando nisso, o Ibravin, com esta prova de fogo, tem objetivo de conquistar espaço para o espumante brasileiro e projetá-lo entre os rótulos do Novo Mundo, segundo afirma o gerente de promoção para o mercado interno do Ibravin, Diego Bertolini.
Spurrier, a cerca de três anos atrás, recomendou o vinho tinto Quinta do Seival Castas Portuguesas 2008, produzido na região da Campanha do RS, numa das edição da Revista Decanter, uma das mais respeitadas e famosas revistas de vinho do mundo. Em sua coluna, afirmou que as vinícolas do sul do Brasil estão "cheias de agradáveis surpresas.

Obs: Entre as fontes de pesquisa, Redação Paladar.