quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

O vinho dos amantes... - Catia Bosso


Através de uma distância fria e deselegante
Admiro as taças de cristal,
O vinho dos amantes contém a mais pura fibra da excelência.
Sinto um desejo ávido,
Um oásis sem paraíso,
Um batom sem boca,
Uma conjugação sem verbo.
Encoste-se à minha, a sua taça,
E teremos a junção dos amantes.
Embriagados pelo véu do desejo que marca.
Enobrece o paladar do meu amor.
Engrandece a figuração do meu beijo.
Pungente e fiel destilador dos meus encantos...
Segue o roçar dos lábios numa taça...
Arrasta seu corpo sobre o meu...
Carinho sem igual de um êxtase de querência.
Sente em sua boca o mel
Consuma em mim o teu céu
Leva na sua taça o meu vinho...
Enlaça teu cálice no meu cálice


Catia Bosso