quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

Suco de uva: sangue vegetal, leite vegetal, seiva viva...


Melhor e mais nutritivo do que o vinho, estudos têm revelado que o suco de uva preta ou rosada pode trazer os mesmos benefícios à saúde, por conter os poderosos antioxidantes, chamados flavonoides, aos quais se atribuem os bons efeitos do vinho sobre o coração.
Os flavonoides no suco de uva, como no vinho, se mostraram capazes de evitar a oxidação do chamado mau colesterol, LDL ou lipoproteínas de baixa densidade, que levam à formação de placas nas paredes das artérias.
A proposta do efeito protetor do vinho tinto deve ser bem considerada, mas não devemos esquecer dos seus efeitos adversos: alcoolismo, distúrbios de comportamento, síndrome fetal alcoólica, acidente vascular cerebral hemorrágico, hipertensão arterial, arritmia, miocardiopatia e morte súbita. Estudos têm mostrado que o consumo de álcool superior a 20 gramas por dia é responsável pelo aumento na incidência de hipertensão arterial, sendo esta uma das patologias cardiovasculares mais frequente na população em geral e um dos fatores de risco para aterosclerose.
Comer uvas brancas ou verdes, ou beber seu suco, não tem o mesmo efeito, porque não contêm os flavonoides que as uvas pretas e rosadas têm.
Estudos levam a crer que os antioxidantes do suco permanecem no corpo por mais tempo do que os do vinho. A recomendação de diária de consumo do suco de uva é de um copo (150ml).
O suco de uva tem mais calorias que o leite, semelhanças surpreendentes com o leite materno e bastante indicado para períodos de reconstrução da fadiga, da anemia ou da convalescença.


Fonte: FAURGS (Faculdade de Agronomia da Universidade do Rio Grande do Sul); Econatura Produtos Ecológicos e Naturais Ltda, Andréa Abdala Frank - Nutricionista , Prof. do Instituto de Nutrição UFRJ.