terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

Série Uvas – Alvarinho


A alvarinho é uma casta branca da espécie da vitis vinífera originária da Galiza. É a mais nobre das castas brancas portuguesas e produz um vinho de elevadíssima qualidade.
Num país em que a grande maioria dos vinhos é de corte, os vinhos Alvarinhos foram os primeiros monovarietais.
Atualmente é plantada em diversas regiões de Portugal e do mundo, mas é na sub-região de Monção e Melgaço que se revela e atinge o máximo das suas potencialidades, onde o microclima é caracterizado por ser de clima temperado, com invernos frios e chuvosos e verão seco e ameno; temperatura média anual entre 12,5 °C e 15°C, chegando nos meses mais quentes a 20 °C, em média.
Enfim, é um conjunto de características desta região que cria as condições necessárias para a produção do Vinho Alvarinho, produto único no mundo.
O cacho das uvas alvarinho é pequeno, pouco compacto. O bago é de tamanho médio, redondo, de cor amarela, chegando a tons rosados quando bem maduro.
As videiras produzem poucos cachos, tornando seu rendimento pequeno, sendo necessários 1,6 Kg de uva para fazer uma garrafa de 0,75 litro, quando o normal, em outras castas, é de 1,0 Kg de uva por garrafa.
Os Vinhos Alvarinhos possuem cor intensa, palha; aroma intenso, distinto, delicado e complexo, com carácter frutado - que vai desde o marmelo, pêssego, banana, limão, maracujá e lichia -, floral - flor de laranjeira e violeta -, amendoado - avelã e noz - e de mel.
Seu sabor é complexo, macio, redondo, harmonioso, encorpado e persistente. Atingem facilmente a graduação alcoólica de 13%.
São vinhos encorpados e com uma bela frescura ácida. Estas qualidades permitem que o Alvarinho possa ser consumido com até cinco anos de vida, o que não é comum nos outros Vinhos Verdes.


Fonte de pesquisa: Wikipédia